Namoro inteligente

Eu não consigo superar minha relação com meu ex e eu sei que é mútuo, mas meus pais são contra, o que eu faço?

2020.12.02 19:56 pixtrixie Eu não consigo superar minha relação com meu ex e eu sei que é mútuo, mas meus pais são contra, o que eu faço?

É a primeira vez que eu posto alguma coisa aqui, hehehe. Mas então, eu tenho uma história consideravelmente longa: eu (32M) estava num relacionamento sério com um cara (31H), isso a gente começou a namorar quando eu tinha 20. A gente se conheceu por MSN na época e conversamos por dois anos até a gente começar a namorar. Enfim, classes sociais muito diferentes, eu classe média, pai médico e mãe mega exigente; ele classe C, trabalhador comum, mas muito inteligente mesmo e super interessante. E eu apaixonada por ele e ele por mim. Até aí era tranquilo. Com o passar dos anos, ele perdeu o emprego e começou a estudar pra concurso público e então, minha mãe começou a pegar no meu pé com relação ao meu namoro, e foi ficando cada vez mais pesado, ficou tão pesado que eu desenvolvi depressão. O tempo todo ele me dava forças, até quando eu quase cometi suic*dio (eu ia tomar uma cartela inteira de pílulas pra dormir, era um dia particularmente ruim, porque foi tudo ruim - o trabalho foi péssimo [eu trabalhava de noite no restaurante da minha mãe e era sobrecarregada lá] e tinha brigado com a minha mãe - mas não fiz porque ele me ligou durante a madrugada e ficou no telefone comigo por horas) e assim foi até meus pais “fazerem uma intervenção” no meu namoro. Eu com 30 anos de idade, tive que enfrentar a humilhação que foi eles chamarem OS PAIS DELE pra “resolver a respeito do namoro dos nossos filhos”, como meu pai mesmo falou. Eu sei que eu tinha 30 anos na época, que eu ganhava meu salário e tudo mais, mas uma coisa que tenho que falar: a vida toda eu fui criada pra aceitar qualquer merda que meus pais exigissem, me colocaram num cubículo muito difícil de sair. Eu fui criada pra ser o que é chamado de “filha exemplar”, aceita tudo sem questionar muito. Enfim, continuando a história: nesse dia a gente terminou, mas foi porque a gente viu que não ia ter aceitação dos meus pais e já tava me drenando toda a sanidade mental ter que lidar todos os dias com brigas com a minha mãe porque ela não aceitava o namoro. A gente viu que não ia adiantar, que mesmo se ele arrumasse um emprego comum, não ia ter trégua por parte principalmente da minha mãe, porque ela queria que eu arrumasse alguém que tivesse condições melhores, tipo igual ela que casou com um médico e nunca mais precisou ter preocupação na vida e eu nunca ia ter isso casando com um trabalhador comum. Mesmo a gente tendo terminado, continuamos nos vendo, porque ele é meu melhor amigo e ainda tenho muito amor por ele, afinal, a gente terminou foi por outras pessoas, não pela gente mesmo. E agora, quem está desenvolvendo depressão é ele, enquanto eu já estou melhorando. Eu sinceramente não sei o que fazer, eu tento ajudar no que eu posso, mas eu moro em outro estado agora e tenho que fazer isso à distância. Não quero abandoná-lo na fase que ele mais precisa de mim, porque ele não me abandonou quando eu cheguei no fundo do poço. Já tem dois anos que terminamos, nós conversamos todos os dias e eu ainda espero continuar com ele, mas eu sei que meus pais não aceitam e que eu vou topar com mais represália deles se continuar com ele (eu mantenho a nossa amizade em segredo). Eu não sei se isso tudo que a gente tá passando é saudável mais, mas eu realmente queria ficar com ele.
submitted by pixtrixie to desabafos [link] [comments]


2020.11.26 06:46 elguadelejero Quero terminar mas nunca terminei com alguém antes, muito menos em uma pandemia estou surtando

Oi gente, tenho 23 anos e namoro uma garota de 24 anos, estamos juntos faz 1 ano e meio.

Tive a sensação de que queria terminar faz uns 2 ou 3 meses atrás, mas ignorei o sentimento, não queria atrapalhar o preparo dela pra um concuros, culpei a distância, pois ela estava na casa dos pais. Ela veio ficar comigo enquanto se preparava pra um concurso faz um mês mais ou menos, tava tudo bem no começo mas esse sentimento de querer terminar voltou com tudo duas semanas atrás e agora ela acabou indo mal no concurso e está bem mal com isso.
O foda é que não sei dizer o porque quero terminar bem ao certo ela é uma pessoa boa, gentil inteligente, eu me importo com ela e gosto dela, mas tenho me sentido sufocado e com vontade de estar sozinho. É o primeiro namoro dela e ela está super apaixonada por mim ainda, planeja coisas no futuro, me agradece por tudo que eu faço, fala que sou a melhor pessoa do mundo, sinto que ela me idealiza um pouco.

Tenho pensado em terminar proxima semana, antes dela sair daqui pra ir pra casa dos pais. Eu não sei o que fazer, não sei como terminar sem machucar ela, não sei se vou ter coragem, fico duvidando se é a coisa certa, mas toda essa coisa tá me fazendo mal e tem um monte de outra coisa que eu to tendo que lidar to surtando já. Só queria saber uma forma de lidar com isso em que ela não saia machucada.
submitted by elguadelejero to brasil [link] [comments]


2020.11.20 02:58 zidane2848 Procurando uma garota bacana

Fala gente, tenho 30 anos, sou advogado, estudando para concursos, sou do Rio de Janeiro, minha condição financeira é muito boa (apesar de ainda morar com meus pais por comodismo), não sou gordo, 65kg, 1.65 de altura, faço musculação, me considero uma pessoa inteligente e razoavelmente bonita. Hoje em dia eu me considero alguem feliz mas ainda sinto falta conhecer alguma guria maneira para ser minha companheira.

Acontece que a maioria das pessoas que vejo hoje em dia estao muito fechadas para relacionamentos. A maioria ocupa praticamente todo seu tempo com trabalho, estudo, etc.... Aí chega no fim de semana querem sair sempre com os mesmos grupos de amigos pra todo o sempre e tem preguiça de sair para conhecer pessoas novas. Tenho dificuldade com isso.

Estou procurando garotas legais para conhecer e trocar ideia. Depois se um gostar do outro podemos combinar uma saída maneira para conversar melhor.

O que me falta é uma garota maneira que goste de ser companheira, goste de sair para estar junto, goste de conversar numa boa, compartilhar as coisas da vida, que goste de ficar , dar uns beijos, quem sabe pode ate rolar um namoro.

Quem quiser conversar comigo manda mensagem ou responde que mando meu face pra a gnt conversar de boa :)
submitted by zidane2848 to relacionamentos [link] [comments]


2020.10.18 15:50 flamingo-chan Desilusão amorosa

Uns 3 anos atrás eu era mt apaixonado pela minha melhor amiga e ela tbm demonstrava q sentia o msm por mim ela é linda, engraçada, bastante inteligente e mt sociável ela conseguia conversar com todo mundo e eu admirava mt isso nela a várias outras características dela tbm, eu já tinha pedido ela em namoro algumas vezes mas ela não estava afim naquele momento então optamos por uma amizade colorida.
Eu fiquei feliz pra caralho e um pouco confuso pois era a primeira vez q eu estavam tendo uma amizade colorida e eu não sabiá mt bem como lidar com isso pois era a primeira vez q eu estava tendo uma amizade colorida com alguém e eu acabei confundindo aquela amizade colorida com um namoro e eu acabei sendo bastante tóxico com ela por imaturidade minha na época
Então teve um dia q eu fiquei mt bêbado e resolvi mandar um áudio pra ela falando o quanto eu gostava dela e q ela é a pessoa mais maravilhosa q eu já conheci e q eu admiro mt ela mas na hora eu não consegui fala oq q eu sentia por ela por algum motivo eu não consegui falar oq q eu queria eu acabei falando um monte de merda pra ela obviamente dps do corrido eu pedi desculpas e dps disso ela nunca mais falou comigo ela até parou de ir pra a escola pois nos éramos da msm sala
Eu me senti mt mal por ter falado aquelas bostas pra ela, sempre quando eu lembro disso o sentimento de culpa me machuca mt
submitted by flamingo-chan to desabafos [link] [comments]


2020.10.14 03:55 jogarfora1977 Não sei se meu namoro vai dar certo a longo prazo

Sou mulher e namoro a distancia com um menino, eu fui ver ele 3x já. Mas segue os pontos negativos: Ele ainda nao veio ate aqui onde eu moro. Fala que viria pra cá mas nao vejo tanta questão da parte dele. Acredito q seja pq eu falei mal dos meus pais e dos problemas q eu tenho com eles, isso sem detalhar muito. E tbm é um lugar complicado de chegar, cidade pequena etc. Tem outro porem q é da gente nao conversar o tempo todo, nao sei se acontece com mais alguem, todos os dias nós se falamos mas nao é o tempo todo e quando rola é memes ou algo não mto elaborado. Eu nao falo muito das coisas q me frustram durante o dia/desabafos pq nao sei se ele realmente se importa, ou acha chato sei la. Ele é mto inteligente mas eu nao sei conversar com ele coisas mais complexas, algumas vezes q aconteceu ate renderam discussoes desnecessarias, ele quer sempre estar correto e por cima a qualquer custo e eu me sinto mt lixo. Pra encerrar essa: ele nao faz questão de pagar as coisas q ele compra pra mim tipo saimos pra comer, se eu quiser pagar eu pago e ele nao pestaneja. Eu sempre fui de dividir tudo, mas a merda é q eu gasto bastante pra ir pra la e ele nao considera mto isso. Pontos positivos: o sexo é bom rsrs, eu to apaixonada por ele msm assim, ele me assumiu pra familia e amigos, ele mora na praia e eu amo praia. Eu moro no interior. Eu confio mto nele, na questão de fidelidade eu sei q ele tem um bom carater, q nao me trairia facil, nao me da motivos pra ter ciumes e nao tem nada a esconder.
submitted by jogarfora1977 to relacionamentos [link] [comments]


2020.10.12 04:53 Enscie Mãe de amigo, queria pegar!

Apesar de ter muitos problemas e estar triste ainda me resta uma coisa louca! Eu gosto de mulher mais velha pra coisas casuais, na verdade assumiria até um namoro... tenho 24 com aparecia mais nova.
Eu tenho um amigo que tem uma mãe super gata, deve ter uns 40-45 no máximo, ela é linda! Eu achei ela muito bonita sabe! Até ficaria com ela, mas acho desrespeito com meu brodi! E sei lá, talvez fosse algo casual, ela e solteira pelo que sei. É uma mulher inteligente sabe, gostei de papear com ela, mas não sei se ela já deu ou dá mole ou algo assim pra um amigo do filho. Não tenho coragem de chegar e jogar ideia se ela não jogar! Acho que é uma coisa proibida e só fica no mundo das ideias.
Enfim só queria falar isso e tal, e tenho medo de ficar muito na casa dele e olhar de mais pra ela ou beber muito e soltar sem querer! É isso!
Tenho EP, então já me torna um homem rebaixado também que decepção pra ela, né! E pra mim vergonha por não poder penetrar muito! Aff
Abraços!
submitted by Enscie to sexualidade [link] [comments]


2020.10.07 15:29 Erevahn Como ajudar minha namorada a perder peso sem ser escroto?

Edit: gostaria de agradecer todos os comentários de apoio e com dicas, fiquei feliz pra caramba com a recepção do pessoal. Eu conversei com a minha namorada, sem tocar no assunto do peso dela, sobre comprarmos umas comidas mais saudáveis pra cozinhar, já que vamos no super hoje. Apesar de tentar usar todo o tato, ela se tocou (é por essas que eu amo ela) e eu comentei que não quero forçar nada, só quero dar suporte pra ela no que for possível. Pedi pra ela catar umas receitas saudáveis pra gente cozinhar e ela pegou várias, e combinamos umas caminhadas aos fins de semana. Agora é manter o foco!
respira... Vamos lá. Background primeiro. Sou um cara de 32 anos, minha namorada tem 26. Estamos juntos tem 10 meses, e esse foi o período mais maravilhoso da minha vida. Eu nunca tive um relacionamento tão longo, pelo simples motivo de que nunca gostei tanto assim de alguém. Nunca conheci alguém tão inteligente, engraçada, amorosa, linda, talentosa, enfim, eu amo demais essa mulher. Estamos morando juntos durante largos períodos esse ano, e só não estamos morando definitivamente juntos por que ainda não dá mesmo, se dependesse só da gente já estaríamos. Só não pedi a mão dela em casamento ainda por não ter grana suficiente pra fazer um pedido como eu quero e ela merece, e por não querer parecer afobado demais pra família dela.
Porque disse tudo isso? Pra deixar claro que ela é o amor da minha vida, e eu ficaria com ela do jeito que fosse.
Ela tem alguns problemas de relacionamento com o pai dela, uma pessoa até boa, porém extremamente volátil e grosso, e ela sendo delicada como é acaba sendo muito afetada pelos comentários dele, sempre sobre o peso dela. Ela sempre foi magra mas alguns estresses que passou, antes de nos conhecermos, a fez desenvolver uma certa compulsão alimentar, e ela ganhou peso. Acontece que essa vida de pandemia, somada a vida de casal, fez com que ela ganhasse ainda mais peso.
Eu não sei bem como lidar com o tópico, não quero falar nada que vá magoar ela, mas sei que isso a deixa incomodada, pq ela já deixou verbalmente claro isso (literalmente falando que estava incomodada com seu peso e queria emagrecer). Ela comprou um jump e tentou fazer um tempo, já tomou umas pílulas para emagrecer também (meio que escondida de mim, descobri por causa que ela perguntou pra um amigo meu sobre elas e ele me contou), isso foi no início do namoro.
A questão é que ela acabou desistindo rápido da perda de peso, e sinto ela sem motivação pra tentar. Já falei pra ela voltar pra terapia, pq acho que o problema é mais psicológico do que físico, mas ela está meio resistente a isso.
Só quero ajudar ela a se sentir melhor e não sei como. :(
Fiquei alguns dias resistindo a postar isso, pq sei o quão fácil é ler meu post como "namorado escroto e gordofobico quer ajuda pra envergonhar namorada até que ela perca peso", e não é nada disso. Eu amo ela independentemente de como ela for, só quero ajudar ela, de uma forma que seja firme o suficiente pra ela saber que realmente pode contar comigo nessa empreitada, mas leve o suficiente pra ela saber que não amo ela menos pelo peso dela. :
submitted by Erevahn to desabafos [link] [comments]


2020.09.30 17:12 bluepumpkin_ Ele fica insistindo que eu estou apaixonado.

M 18
Conversava com um carinha da minha universidade muito legal, inteligente, bonito e com um papo muito bom (fazia uns 2 anos que não me interessava em conversar com alguém). Tava tudo dando certo, por conta da quarentena a gente não podia se ver e estávamos se conhecendo por mais ou menos uns 3 meses. Nós nos dávamos muito bem, e ele começou a dizer que me namoraria, que o que ele mais gostava de fazer era ficar conversando comigo o dia todo. Sempre dando a entender que queria algo sério comigo, mas como eu não sou otário, estava sempre com os dois pés atrás sobre isso, até por que acho que sou muito novo pra começar um namoro agora e não estou procurando isso. Enfim, ele me chamou pra casa dele, mas disse que não podia rolar nada lá, aceitei e fui. Ficamos batendo papo das 16h as 23h, até que fui embora e como esperado, não rolou nada. No dia seguinte, ele veio me falar que tava me achando estranho, que parecia que tava me apegando a ele e que não queria me machucar. Expliquei que tava gostando da amizade dele e que antes mesmo de começar falar com ele eu já estava pensando em ter um contatinho que fosse algo mais fixo, mas não um namoro (uma amizade colorida). O motivo disso é pq tinha cansado de sair com caras que eu achava desinteressantes, fúteis e depois eu enjoar deles em 2 dias por não conseguir manter interesse, ficava meio mal de descartar os outros assim. Enfim, depois de explicado, ele disse que tava tudo bem e que tava ok. Mas aí ele começou a vir com esse papo de que eu estou me apaixonando por ele TODO DIA, e que ele era traumatizado com isso, que não queria deixar as coisas ruins entre a gente, e que talvez seria melhor a gente não ficar e parar de se falar. Esse papo não colou comigo e disse que parecia que ele tava querendo me dar um fora e não sabia como. Porém, não tem como ser verdade, por que toda hora ele vinha voluntariamente dar em cima de mim, falar putaria, dizer que tava doido pra me beijar... e ele disse que não é isso. Fiquei puto com ele insistindo nesse assunto, parei de falar com ele. Ele me mandou mensagem depois disso, mas ignorei. O que vcs acham dessa insistência dele? Fiz certo em ignorar?
OBS: A gente se conhecia de vista da universidade, e ele ficou uns 6 meses a fim de mim, mas não falava comigo pq achava que eu não gostava dele. Até que eu cheguei nele, só que a quarentena foi decretada no mesmo dia.
submitted by bluepumpkin_ to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 17:16 Rafael8353 Talvez não era pra ser...

6 meses atrás eu conheci uma garota, ela é linda, inteligente, trabalhadora... Resumindo, ela é incrível. A gente começou a conversar e tudo mais, então fomos ficando cada vez mais próximos, começamos a se ver e descobri que ela é de igreja evangélica e que por causa disso ela não ficava com qualquer pessoa, ela ficava apenas se fosse para namorar. E eu concordei, afinal eu nunca tinha namorado antes, era algo que eu queria muito e nunca tive capacidade de ter em todos os meus 18 anos de vida. Então a 5 meses atrás nos começamos a namorar, foi um relacionamento complicado por causa da distância, nós somos de cidades diferentes e ainda tinha o problema da pandemia, isso ocasionou que a gente se viu apenas 1 vez durante toda a pandemia. Isso concerteza esfriou a relação para ela e tudo mais, mas como eu nunca tinha namorado ninguém antes, independente disso, eu tava feliz. E então começaram a ter as brigas, ciúmes e ainda discussões sobre a religião, eu sou católico mas não sou praticante, ou seja, não sou de ir na igreja. Já ela é evangélica e vai na igreja 4 vezes por semana. Ela disse que a gente não poderia namorar se eu não fosse na igreja com ela, eu como um bom namorado falei que iria, justamente para apoiar ela né, já que é algo que ela gosta e tudo mais. Desde que não precisasse me converter ou algo do tipo. Ela aceitou isso tranquilamente e então ficamos de boa. Mas aí ela mudou de opinião, ela disse que eu precisaria me converter se não a gente não poderia ficar junto, isso foi um baque para mim, por que eu teria que mudar totalmente as minhas crenças e tudo mais e foi um momento difícil demais para mim, foi muito difícil para mim engolir que eu precisaria mudar o que eu sou para continuar com ela. Mas eu mudei, pouco a pouco, mudei e acabei me "convertendo", mudei as minhas crenças e comecei a ir na igreja dela. Mas isso de mudar quem eu era começou a me matar por dentro, eu tinha que deixar de acreditar em coisas por que ela queria e isso me matava. Mas tudo bem, eu continuava levando isso e até mesmo mudei ela também, ela era uma pessoa muito estressada, ajudei ela a ficar mais calma e etc. A gente fazia muito bem um pro outro, eu amo ela de um jeito que eu nunca tinha amado antes, na verdade. Nunca amei antes, ela foi meu primeiro amor. Mas então começamos a ter muitas brigas, no início do relacionamento ela era muito estressada e a gente brigava muito, conforme o tempo ela foi ficando calma e eu que fui ficando estressado, chegou uma hora que as coisas começaram a ficar tóxicas, eu admito que eu mesmo fui tóxico porque no auge do meu ciúmes eu proibi ela de ir ver um amigo dela (que ela já tinha tido interesse amoroso e eles ficaram algumas vezes e fizeram algumas coisas), não sei se o que eu fiz foi certo. E do mesmo jeito ela foi tóxica querendo que eu apagasse comentários de garotas amigas minhas em minhas fotos e etc. Chegou uma hora em que a gente só machucava um ao outro, apesar de eu saber que ela me ama e eu amo ela. Não tem ninguém que me olhe do jeito que ela olha e eu acho que isso é o que mais me machuca. Por que fui eu que terminei, foram 5 meses de namoro mas eu cansei das brigas, dos ciúmes, de tudo. Saturou sabe? E eu sei que esse termino vai ser bom tanto pra mim quanto pra ela sabe, mas mesmo assim isso dói... A gente sempre tentava conversar e resolver as coisas mas não adiantava de nada, me dói ter que deixar ela. Me dói lembrar que as risadas, as conversas, os beijos, tudo isso nunca mais vai voltar. Eu não sei se fiz a escolha certa, eu só sei que isso tá me destruindo. Eu sei que ela me ama por que ela me fala e me prova isso e eu também amo ela, acho que isso é o que mais me machuca sabe? Saber que os dois se amam mas não dão certo. É, talvez não era para ser...
submitted by Rafael8353 to desabafos [link] [comments]


2020.09.09 05:28 ispanholito Acho que a garota perfeita não existe, ou talvez sim

Mano a muito tempo eu tento encontrar uma garota que seja perfeita para mim, tipo eu já tive dois namoros,mas mesmo assim não deram certo então eu parei de namorar por um tempo e agora estou tentando encontrar a garota perfeita para mim só que eu não tô encontrando ela, tipo eu gosto de garotas engraçadas, menor que eu, magra, inteligente, goste de gatos e que gosta de anime, só que hoje em dia isso é muito raro, a maioria das garotas são patricinhas ou outras coisas, o pior de tudo é que eu sou amigo de uma garota que se encaixa perfeitamente nisso, no meu gosto, só que eu sou amiga dela há 3 anos e sou extremamente apaixonado por ela só que eu tenho medo de falar que eu amo ela e acabar amizade, alguém me ajuda?
submitted by ispanholito to desabafos [link] [comments]


2020.09.04 18:33 DanteStonecross Senta que la vem história

Eu to a algum tempo lendo e comentando coisas nesse /, e eu sempre quis dizer varias coisas aqui, porque de algum jeito eu me sinto confortável de ver essas coisas e todos vocês, mesmo discordando com algumas pessoas aqui e ali ta tudo bem, discordar é normal, faz a gente mais humano.
Mas eu queria muito contar uma história aqui hoje, é uma jornada importante pra mim, e eu espero que vocês gostem de me ver aprendendo uma coisa muito complicada. Nessa história, todos os nomes serão fictícios, e será um resumo muito resumido, então a grande maioria dos fatos não está aqui, mas o que isso tudo me ensinou, você vai poder ver com certeza.
Eu sempre fui um Romântico, e quando eu digo Romântico, eu falo da escola literária, eu não uso aquele português difícil, mas eu enxergo o mundo de uma maneira similar, eu vivo os momentos com as pessoas com intensidade, com muito sentimento, e os momentos seguintes a esses vem a melancolia.
A primeira vez que eu me apaixonei quando tinha 11 anos, o mundo se tornou diferente pra mim, era como se de repente todo o resto fosse preto e branco, e apenas aquela garota fosse colorida(eu tenho essa história contada em um texto, que é o ponto inicial da minha depressão, escrito exatamente como aquela criança enxergava o mundo, se ao final alguém se interessar eu mando sem problemas).
E, perto se fazer 14, em 2013, eu conheci uma garota muito mais do que bonita, ela era simplesmente divina aos meus olhos, ela era tão incrível, ela tinha absolutamente tudo que eu gostava. Eu conheci a Ágata dando aulas de matemática(o que mais um nerd faz?) e algo me chamou muita atenção: mesmo com 13 anos eu já tinha dado muitas aulas pra muitas pessoas e todo mundo tem um limite, todo mundo desiste(pede uma pausa) depois de X questões, mas ela não, mesmo sem entender muitas coisas ela persistia até o fim tentando entender tudo, até o horario dela ir embora ela continuou la, com o caderno e a caneta fazendo de tudo pra conseguir entender.
Bons meses depois Ágata se tornou minha melhor amiga(embora no início ela respondia minhas mensagens a cada 3 semanas, sem exagero!), e mais um tempo depois e muitos conflitos com a família dela, a gente começo a namorar.
Eu ainda não posso explicar o que era a sensação de namorar com ela, ela era literalmente o que todo garoto sempre sonhou: baixinha, cabelo cacheado, um rosto muito agradável, um sorriso lindíssimo, peitos e bunda enormes(ENORMES), cantava feito um anjo, era popular, divertida, extrovertida, dedicada, esforçada... É uma lista de qualidades que, na época, transbordava.
De 2014 até 2019, nós tivemos 3 anos de relacionamento e 5 anos de amizade, e eu aprendi muito mesmo em todos esses anos. O motivo do término do relacionamento(numa versão em resumo do resumo do resumo) foi, principalmente, possessão. Eu tenho um pai que é extremamente possessivo e eu levei 14 anos pra sair das garras deles(ou seja, ainda era recente quando eu conheci ela), e 1 ano depois do namoro ela começou a querer cada vez mais a minha atenção, onde eu não sentia mais liberdade pra fazer coisas que eu queria, porque eu tinha que ficar 3 horas falando no telefone com ela(e eu nem gosto de falar no telefone).
Não me entendam mal, eu não estou dizendo que fui perfeito, que não tive defeitos ou que só eu que estava passando por problemas, acabou porque precisava acabar. Inclusive se você, Ágata, por algum motivo descobriu o reddit e se reconhecer nesse post, saiba que mesmo não mais falando com você e não conseguindo mais olhar na sua cara(história pra outro dia), você pra sempre terá minha gratidão e meu respeito, nós vivemos muitas coisas juntos e, se hoje eu sou um homem, foi você que o moldou, muito obrigado.
Quando isso terminou, eu comecei a conversar mais com uma outra garota que eu conhecia, estudava na mesma escola que a gente, e conforme eu a conheci, ela começou a conquistar cada vez mais espaço no meu coração.
Carol era uma mulher interessante de várias maneiras, ela era extremamente extrovertida, cantava muito bem, tinha muitas histórias pra contar, era uma das pessoas que mais tinham ficado com gente na escola, e principalmente, ela tinha acabado de ganhar uma filinha. O jeito que a Carol olhava pra filha dela me fazia querer estar por perto, não porque ela parecia uma mãe incrível, mas porque havia uma dualidade dentro dela: aquela criança foi concebida de um estupro, onde foi muito difícil aceitar conceber a criança, quando ela nasceu era completamente visível que ela não sabia o que fazer, ela amava mais do que tudo aquela criança, ao mesmo tempo que ela via o homem que fez isso quando olhava pra ela(graças a deus, isso mudou bem rápido).
O tempo passou e eu e Carol começamos a nos dar muito bem, e em meados de 2019 a gente se beijou pela primeira vez, essa foi oficialmente a segunda pessoa que eu beijei na vida e cara, que coisa mais estranha, eu não sabia nem como descrever o que tinha sido aquilo de tão estranho... Até que ela me beijou uma segunda vez, e ai oficialmente, aquele era o melhor beijo do mundo.
Eu e Carol ficamos mais algumas vezes, e a gente se dava muito bem em tudo, até na cama era muuuuito diferente do que era com a minha ex, e a gente fazia tantas coisas juntos, viamos animes, conversavamos sobre varias pessoas, saíamos pra comprar roupas...
Cada dia que passava o meu sentimento só aumentava, e quanto mais ele aumentava, mais coisas que eu achava incríveis aconteciam, como a gente ver as coisas abraçadinhos, ficar de mãos dadas, varias dessas coisas de casal.
O meu erro? Carol desde o inicio falou "Não se apaixona por mim, eu não me apaixono por ninguém". Eu segui essas instruções o quanto foi possível, mas cara, talvez fosse loucura minha, mas parecia muito que ela também estava apaixonada, não com palavras porque toda vez que eu mencionava ela mudava a expressão e o jeito por um tempinho, mas as atitudes dela, os nossos momentos...
Depois de um tempo, no inicio desse ano, eu tentei cortar a Carol da minha vida torcendo pra que resolvesse meu problema, e deu certo por 1 mês até que ela me mandou mensagem perguntando quanto tempo isso levaria. Eu dei o meu melhor e coloquei todos os meus sentimentos em um texto, cada palavra continha tudo que eu sentia por ela, e ela também fez um texto de volta pra mim, e eu pude sentir o que ela sentia também, ela queria ser só minha amiga, e nada mais.
Nós ficamos mais 3 ou 4 meses sem nos falar até que, por intermédio de uma amiga em comum, a gente voltou a se falar e, desde então eu vi Carol mais umas 3 ou 4 vezes, mas é tudo muito estranho, a gente troca mensagens uma vez por semana e olhe la, eu nem acredito que um dia a nossa amizade volte, quanto mais a gente ficar ou coisas do tipo.
Mesmo com tudo isso, ela sempre viveu no meu coração.
Porem aqui vem a lição, meus amigos.
Há semanas atrás, eu consegui contato com uma garota que a gente não se via a muitos, muitos anos. Sabe aquela história de primeiro amor a gente nunca esquece? Esse foi meu segundo, e o que eu verdadeiramente nunca esqueci, eu sempre vou me lembrar do meu primeiro dia de aula numa escola completamente nova, e no fim do dia eu ainda todo perdido uma garota me puxa, me olha nos olhos e a primeira coisa que ela diz pra mim é: "Você namoraria comigo?". A resposta pra essa pergunta era não, obviamente, foi muito aleatório, mas eu estava tão nervoso que saiu "sim", ela deu um sorrisinho e voltou ao que tava fazendo. Desde aquele dia, Livia se aproximou cada vez mais de mim, e ela tentou me conquistar todos os dias, e acreditem em 2012/13 eu não era naada fácil.
E quando eu consegui falar com ela novamente, alguma coisa dentro de mim estalou, a gente voltou a conversar e era como se nada tivesse mudado, a gente conseguia desenvolver do mesmo jeito que a gente sempre fez, nem parecia que tinham 7 anos sem contato. A gente se viu algumas vezes(sim, eu sei que a gente ta de quarentena, todas as medidas de seguranças foram tomadas pra gente conseguir) e, cara, eu tinha me esquecido o que é olhar pra alguém que te olha como se você fosse uma obra prima, aquele olhar de quando éramos crianças não mudou nem um pouquinho, ela ainda olha pra mim como se eu fosse a pessoa mais legal do mundo.
Eu, com todos os meus defeitos, com todas as minha chatisses e meu jeito ""inteligente"" de ser, onde a lista de qualidades é exatamente igual a lista de defeitos, ela me vê como se fosse alguém muito mais do que incrível.
E eu olho pra ela assim também, e quando eu a olho, eu quero que ela sinta a pessoa incrível que eu vejo, uma pessoa que passou por inúmeros problemas pelo mundo afora e ainda passa, alguém que realmente foi a raiz do meu gosto pelas mulheres, que me ensinou que atitude é a melhor caracteristica possível em alguém, e que eu quero alguém com isso na minha vida, alguém que tenha coragem de me puxar pelo braço e dizer que me quer, alguém que queira os meus toques, alguém que querias os meus carinhos, as minhas massagens, os meus abraços, as minhas implicações, assistir animes ou séries comigo, beber comigo, aprender e viver todo tipo de experiências e situações. É isso que eu quero com ela também!
Esse é um pedacinho da minha odisseia, eu pedi a Deus, ao universo, a seja la o que for que estiver ai fora por nós, pra que 2020 seja um ano de apredizados e conquistas, 2020 foi o ano mais difícil da minha vida, onde por conta de um treinamento pra competição, da pandemia(home office) e tambem por causa de ter a Carol na minha cabeça, eu passei pela pior fase da minha vida, mas eu consegui correr atrás de ajuda a tempo(onde eu devo a minha vida a minha hipnoterapeuta, que mulher excepcional) e, no final dessa jornada, eu cresci muito e me tornei bem mais forte.
Muito obrigado, eu deixo aqui os meus agradecimentos a todas essas garotas, que me mostraram quem eu quero junto a mim e quem eu quero ser, a minha mãe que é a melhor mãe do mundo e, mesmo a gente se desentendendo as vezes, eu não resistiria sem ela, a minha hipnoterapeuta que consegue a façanha de me colocar em transe(hipnose ericsoniana é a melhor, sem dúvidas!) e que me ensinou muuuito mais lições do que eu teria aprendido em 20 anos da minha vida.
E principalmente, muito obrigado a mim mesmo, por ter aguentado até aqui, por nunca ter parado de ir pra frente mesmo pensando todos os dias em desistir, em jogar tudo pro ar, pensando até em coisas muuito, mas muuuuito mais escuras nos dias mais dificeis, mesmo assim nós estamos aqui, prontos para a proxima jornada, onde a gente vai sofrer, mas a gente vai aprender algo a respeito disso no final.
Se você chegou até aqui, meu caro amigo, eu só queria te contar a história de como eu descobrir o que, pra mim, é o amor. Amor é o que eu sinto quando olho pra alguém que também me devora com o olhar e as atitudes, amor não é toda a intensidade, todo o fogo, toda a loucura, não! Pode ser um pouco disso, mas principalmente, amor é reciprocidade, é você não ter que se esforçar em mudar 1001 coisas só pra agradar a pessoa, quem você ama e quem te ama de verdade gosta de você por ser quem você é, e é isso que eu quero pra minha vida, amar e ser amado!
Eu não sei se eu e Livia vamos ficar juntos, a gente deve descobrir mais a frente, mas eu sei que eu quero isso, e se o destino(ou o universo, ou deus...) não permitir que a gente fique junto, tudo bem, eu sei agora o que procurar, e que vai existir mais alguém que olhe pra mim do jeito que eu olho pra ela.
submitted by DanteStonecross to desabafos [link] [comments]


2020.08.24 15:02 LeastFudge9 Se querem uma dica, procurem saber o que buscam em relacionamentos antes de sofrerem por não estarem em um (ou de efetivamente entrarem em um)

Vejo muitos posts de "nunca namorei" por aqui, entendo cada um de vocês e digo que me vejo um pouco nesses posts também. Talvez meu post ajude. Isso aqui vai ser longo.
Sou homem, hétero e tenho quase 25 anos. Até os 22, nunca tinha namorado, nem transado, e entre essa idade e meu primeiro beijo (aos 11 anos de idade), eu havia beijado quatro garotas, uma delas talvez eu não devesse contar, pois foi uma amiga de minha mãe bem mais velha que praticamente me forçou a fazer isso quando eu tinha 14 anos. Mas ok, contemos quatro garotas dos 11 aos 22 anos. Isso me deixava triste nos mesmos moldes que vejo aqui em muitos posts.
No dia do meu aniversário de 22 anos, uma conhecida 16 anos mais velha avançou nas investidas por WhatsApp e me enviou nudes. A partir de então, foi tudo muito rápido, tive minha primeira vez com ela e foi fantástico. Ela estava em um processo de divórcio iniciado havia menos de um mês e tinha um filho de oito anos. Daí começa meu inferno.
Ela era uma mulher muito inteligente, bonita e, para me convencer a iniciar um namoro, praticou o famoso "love bomb", eu me sentia o cara mais foda do mundo, ela inflava minha autoestima de uma forma que ninguém jamais havia feito. Iniciamos um relacionamento sério e entrei no fogo cruzado de uma guerra que envolvia minha então namorada, o filho único dela de oito anos de idade e um ex marido extremamente agressivo e descontrolado.
Cheguei a receber ameaça por WhatsApp do tal ex, o filho dela levava recadinhos velados do pai pra mim, me ligava quando estava com os coleguinhas e me xingava das piores coisas e dos piores nomes possíveis (palavras que uma criança da idade dele não devia saber). Tudo isso enquanto frequentemente o garoto chegava da casa do pai quebrando a casa e gritando, eu acho que isso de esperar o inferno toda vez que ele ia pra casa do pai provavelmente foi o que me fez desenvolver um grau de ansiedade. E como já deve ter sido possível perceber, rapidamente eu ficava mais na casa da minha então namorada que na minha própria casa, por livre espontânea pressão.
Como se não bastasse, minha então namorada era extremamente controladora. Com o tempo, eu não podia mais conversar com outras mulheres, ela gritava comigo e quebrava a casa quando estava - nas palavras dela - "surtada". Pra ajudar a ilustrar, lembro-me que uma vez bocejei enquanto estávamos em um restaurante (EU organizei a ida, foi meu presente de dia dos namorados) e ela começou a brigar, perguntando se eu não queria estar ali (e então passei a ter receio de bocejar perto dela - e eu bocejava bastante, porque trabalhava e fazia faculdade).
Houve também uma situação em que recebi uma proposta profissional que significaria passar quatro meses em outro país. Ela surtou, passei uma noite em claro com ela gritando, quebrando a casa, tentando me expulsar de lá (como eu iria embora com a mulher naquela situação?). Enfim, foi um inferno, nem gosto de lembrar. Acabou que eu neguei a proposta profissional, ao mesmo tempo em que ela saiu falando para meus amigos (que viraram amigos dela também) sobre como ela, apesar de triste com a distância, achava uma oportunidade e um projeto muito importantes. E também encontrou meios de me manipular ao ponto de eu ficar na dúvida sobre por que eu tinha negado a proposta. Recentemente, depois de mais de um ano de terminados, ela disse pra uma prima minha sobre essa história e confessou que "fez de tudo que foi possível" para que eu não fosse. Me senti um idiota.
O cúmulo, na verdade, foi quando minha família alugou um sítio para comemorar o aniversário da minha irmã mais nova, a festa consistia em as pessoas mais chegadas ficarem um fim de semana inteiro neste sítio. Nessa época, minha ex já tinha desenvolvido uma posse sobre mim que incluía ter uma espécie de ciúme do tempo que eu dedicava à minha família (que já era quase zero). Justamente por isso, percebi que minha ex estava resistente a ir para este sítio, optei por fingir que não tinha percebido. No dia de ir pro sítio, como eu já suspeitava, ela estava em surto e passou a manhã inteira deitada. O filho dela estava ansioso pra ir, pois tinha piscina e outras crianças, então resolvi que iríamos eu e ele, disse isso pra minha ex e falei pra ela me ligar assim que quisesse ir, que eu a buscaria. O sítio ficava a uma hora de carro.
Vou resumir o que aconteceu, embora para passar o meu terror eu devesse contar detalhadamente. Basicamente, para fazer-me sentir-me culpado por ter ido sem ela, ela resolveu colocar fogo em umas toalhas (muitas!) no chão do banheiro, a ideia - isso tudo eu só concluí passados meses - era criar uma cena de horroincêndio pra quando eu chegasse. O que ela não calculou é que o álcool evapora rápido, então ela queimou o rosto, parte do cabelo, o pescoço, parte dos seios e da barriga. Ela me ligou em pânico e eu corri de carro tarde da noite em uma estrada deserta. Daí em diante nossos dias foram de hospitais (eu fiquei nos hospitais o tempo todo) e cirurgias plásticas. Ela não ficou com nenhuma sequela física. Depois que a ajudei com as queimaduras (em casa, eu fazia os curativos) e cicatrizes temporárias, terminamos (e no dia seguinte ao término ela bateu o carro e, pela forma como foi, parece ter sido proposital). Mas, enfim, consegui sair desse relacionamento abusivo depois de quase dois anos. Esse textão que escrevi é só uma porcentagem do que passei.
Menos de um mês após esse término, retomei contato com uma amiga (e paixonite platônica) de adolescência, acabou que ficamos e veio outro "love bomb". Caí nessa de novo pra depois de dois meses ela me tratar feito lixo, me dar respostas mal educadas, me ignorar e perder a paciência por coisas banais. Essa noite tive um pesadelo com o desdém dessa última ex (faz nove meses que terminamos) e acordei mal, por isso vim aqui desabafar. Felizmente, esse outro relacionamento não durou mais que quatro meses.
Hoje, olhando pra trás, percebo que caí nessas porque tenho uma carência advinda de um abandono afetivo na infância/adolescência, fruto de situações com meus pais. Ou seja, eu estive buscando suprir com relacionamentos uma carência paternal/maternal, então virei alvo fácil para pessoas complicadas ("love bomb" e visões idealizadas e fantasiosas de relacionamentos me fisgaram fácil). Eu estou bem atualmente e bastante feliz com vários projetos pessoais e profissionais, talvez esteja na melhor fase da minha vida nestes termos. No entanto, estou quebrado para relacionamentos e sei que precisarei de terapia para superar a resistência que adquiri com os traumas que relatei. A conclusão é: procure conhecer a si próprio e reflita bastante sobre porque não estar em relacionamentos lhe afeta, pois você pode estar tentando tapar um buraco que na verdade lhe fará ser presa fácil. Esteja em um relacionamento por ter descoberto alguém que te leve para frente, não somente por estar. Inclusive, não faz sentido estar em um relacionamento apenas porque você quer estar em um relacionamento. Não sei se estou sendo claro.
É isso, obrigado.
submitted by LeastFudge9 to desabafos [link] [comments]


2020.07.21 20:19 Pedr8o Sera? (Texto grande)

Isso ocorreu ano passado mas de vez em quando fico puto e fico me perguntando se realmente eu fiz isso. Enfim lá estava eu indo para a igreja quando eu passo por duas meninas, eu escutei de uma das meninas a seguinte frase ( nossa amiga ele é gato tenho que ficar com ele) mas elas não perceberam que eu escutei. Enfim minha mãe tem um salão aqui no condomínio e sei lá como mas minha mãe acabou passando meu número para uma dessas meninas, na mesma hora a menina mandou a mensagem para mim. Sobre essa menina,eu já tinha escutado umas histórias, escutei que ela tinha tentado se matar pq o ex dela tinha terminado o relacionamento, mas mesmo assim decidi não ligar para essa história e começamos a nos falar;até pq eu sempre tento conversar com as pessoas e tento ajudar elas com esse assunto de depressão.(mas não vou mentir que eu iria com uma segunda intenção também) Quando nos encontramos a gente conversou normalmente e eu falei que estava afim de ficar com ela, ela disse que tinha namorado mas que a situação entre eles estava ruim mas mesmo assim não queria ficar comigo naquele momento pediu para eu esperar uma semana, entre esse tempo de uma semana nos encontrávamos e as vezes ambos ficávamos com tesão mas mesmo assim ela pediu para esperar. Uma semana se passou e ela terminou com o namoro e nos beijamos pra caramba,após duas semanas o assunto sexo apareceu e ela falou que só transa mas depois tem que namorar com ela,ela também tinha me mostrado uma foto dela pelada, eu falei que no momento não estava afim de namorar e sim (ficar) também falei especificamente para ela que se eu chamasse ela para “assistir Netflix” era pq eu estava afim de transar. Eis que na outra semana eu chamo ela para “assistir Netflix” e ela aceita, ela entra na minha casa morta de vergonha pq minha mãe estava em um quarto (ou seja a menina sabia) tento algo a mais com ela e ela disse que não estava afim aí deixo ela em paz e assistimos o filme, terminou o filme vejo que realmente ela não está afim então abro a porta e ela vai para o bloco dela. No outro dia ela vem mais uma vez e mais uma vez ela não estava afim, no outro dia ela começa a publicar fotos dela com o ex namorado e paro de falar com ela de novo,passando-se um mês me encontro com ela e a amiga dela novamente, ela demonstrava está muito zangada e naquele tempo eu pensava que ela estava zangada pq eu tinha parado de falar com ela. Na mesma noite decidi marcar para nos encontrarmos e tentar tirar o motivo da raiva dela comigo, no outro dia vou para a casa dela e me deparo com a surpresa que a amiga dela também estava lá,não me importei e começamos a conversar. Perguntei a ela o motivo da raiva e falei ( era pq eu parei de falar com vc?) e ela disse (não 🤨 na verdade vc me assediou e abusou sexualmente) eu fiquei tipo assim Wtf!!! Expliquei para ela que não tinha abusado ou assediado sexualmente ela visto que quando ela demonstrou não estar afim eu parei e ainda mais deixei ela em casa,ela falou que era mais inteligente que eu e sabia mais sobre assédio pq ela assiste muito vídeos de YouTubers, olhei para a amiga dela e tudo que ela fazia era rir da menina ao mesmo tempo eu percebi que nem a amiga tava com ela. Ela literalmente só não me acusou de estupro pq eu falei que se ela começa-se a espalhar merda de mim eu iria processar ela (sim eu guardei todas as conversas como prova). O que vcs acham?
submitted by Pedr8o to desabafos [link] [comments]


2020.07.20 06:24 Pedr8o Será? (Vou logo avisando que o texto é grande)

Isso ocorreu ano passado mas de vez em quando fico puto e fico me perguntando se realmente eu fiz isso. Enfim lá estava eu indo para a igreja quando eu passo por duas meninas, eu escutei de uma das meninas a seguinte frase ( nossa amiga ele é gato tenho que ficar com ele) mas elas não perceberam que eu escutei. Enfim minha mãe tem um salão aqui no condomínio e sei lá como mas minha mãe acabou passando meu número para uma dessas meninas, na mesma hora a menina mandou a mensagem para mim. Sobre essa menina,eu já tinha escutado umas histórias, escutei que ela tinha tentado se matar pq o ex dela tinha terminado o relacionamento, mas mesmo assim decidi não ligar para essa história e começamos a nos falar;até pq eu sempre tento conversar com as pessoas e tento ajudar elas com esse assunto de depressão.(mas não vou mentir que eu iria com uma segunda intenção também) Quando nos encontramos a gente conversou normalmente e eu falei que estava afim de ficar com ela, ela disse que tinha namorado mas que a situação entre eles estava ruim mas mesmo assim não queria ficar comigo naquele momento pediu para eu esperar uma semana, entre esse tempo de uma semana nos encontrávamos e as vezes ambos ficávamos com tesão mas mesmo assim ela pediu para esperar. Uma semana se passou e ela terminou com o namoro e nos beijamos pra caramba,após duas semanas o assunto sexo apareceu e ela falou que só transa mas depois tem que namorar com ela,ela também tinha me mostrado uma foto dela pelada, eu falei que no momento não estava afim de namorar e sim (ficar) também falei especificamente para ela que se eu chamasse ela para “assistir Netflix” era pq eu estava afim de transar. Eis que na outra semana eu chamo ela para “assistir Netflix” e ela aceita, ela entra na minha casa morta de vergonha pq minha mãe estava em um quarto (ou seja a menina sabia) tento algo a mais com ela e ela disse que não estava afim aí deixo ela em paz e assistimos o filme, terminou o filme vejo que realmente ela não está afim então abro a porta e ela vai para o bloco dela. No outro dia ela vem mais uma vez e mais uma vez ela não estava afim, no outro dia ela começa a publicar fotos dela com o ex namorado e paro de falar com ela de novo,passando-se um mês me encontro com ela e a amiga dela novamente, ela demonstrava está muito zangada e naquele tempo eu pensava que ela estava zangada pq eu tinha parado de falar com ela. Na mesma noite decidi marcar para nos encontrarmos e tentar tirar o motivo da raiva dela comigo, no outro dia vou para a casa dela e me deparo com a surpresa que a amiga dela também estava lá,não me importei e começamos a conversar. Perguntei a ela o motivo da raiva e falei ( era pq eu parei de falar com vc?) e ela disse (não 🤨 na verdade vc me assediou e abusou sexualmente) eu fiquei tipo assim Wtf!!! Expliquei para ela que não tinha abusado ou assediado sexualmente ela visto que quando ela demonstrou não estar afim eu parei e ainda mais deixei ela em casa,ela falou que era mais inteligente que eu e sabia mais sobre assédio pq ela assiste muito vídeos de YouTubers, olhei para a amiga dela e tudo que ela fazia era rir da menina ao mesmo tempo eu percebi que nem a amiga tava com ela. Ela literalmente só não me acusou de estupro pq eu falei que se ela começa-se a espalhar merda de mim eu iria processar ela (sim eu guardei todas as conversas como prova). O que vcs acham?
submitted by Pedr8o to desabafos [link] [comments]


2020.07.16 16:26 fobygrassman ENCONTRE COROAS CASADAS HOJE

ENCONTRE COROAS CASADAS HOJE Conheça coroas, MILF's, e Mulheres Maduras brasileiras reais em menos de 2 horas, garantido!
Como Pegar Uma Coroa no Brasil Escrito por uma coroa verdadeira casadas
Quero namorar com uma coroa casada! Como eu namoro com uma coroa? Quais são os melhores sites de namoro de coroas? MILFs e coroas são a mesma coisa?
Não sei dizer quantas vezes já ouvi esta pergunta como especialista em namoro.
Originalmente minha resposta foi simples, pesquise no google sites de namoro de coroas e se compromete com um casal que você goste.
No entanto, há um grande problema com sites de namoro de coroas que afirmam ser focado em torno de mulheres maduras, MILFs, e coroas que estão buscando um homem mais jovem (referido como um "boytoy" ou "filhote".....
Eles não funcionam! E aqui estão 4 razões para isso: Não se preocupe, eu também lhe direi a melhor maneira de garantir um encontro com uma coroa casada ;)
  1. Não há coroas suficientes para dar conta Isto sobre isso, pumas são uma das categorias mais populares de pornografia. Em 2018 foi mostrado que "milf" foi a terceira coisa mais procurada em sites pornográficos. Cada jovem tem uma fantasia de mulher mais velha, mas quantas mulheres mais velhas você acha que estão assistindo a esses vídeos?
  2. A competição é grande! Para cada 1 coroa há 10-20 homens jovens tentando chamar sua atenção. Suas caixas de entrada estão cheias de mensagens não lidas. Minha tia é uma coroa autoproclamada, ela se inscreveu para um site de namoro de coroas uma vez, depois de obter +100 mensagens em seu primeiro dia ela nunca voltou. Então, se você é um cara jovem à procura de uma coroa você vai encontrar alguma competição séria. Pegando sua atenção é quase impossível e mesmo se você conseguir não há nenhuma garantia que ela vai estar interessada.
  3. Coroas não precisam do site Como eu mencionei antes, coroas são muito procuradas. Elas podem gritar pela janela e conseguir uma fila de caras. As coroas são mais propensas a namorar ou dormir com alguém que elas conhecem pessoalmente, elas são da antiga assim. Então, boa sorte competindo com o seu piscineiro, jardineiro, ou filho de amigos enquanto você é apenas um cara da internet
  4. Você precisa estar entre 24-29 para ter uma chance Já existe uma quantidade gigantesca de competição, mas a situação piora. Se você não está entre 24-29 você está em uma desvantagem séria. Uma pesquisa recente de coroas determinou que a idade ideal para um boytoy é 26 anos e a faixa etária média que elas poderiam até mesmo CONSIDERAR está entre 24-29. Há obviamente umas exceções mas são uma porcentagem pequena de um grupo já pequeno.
Disse a verdade sobre sites de encontros de coroas, mas provavelmente ainda está perguntando; OK, eu concordo que os sites de namoro de coroas são um desperdício de tempo, mas o que eu faço em vez disso?
Bem, você está com sorte porque há um pequeno truque muitas vezes negligenciado para aqueles que procuram coroas, sites de infidelidade! Isso mesmo, sites de traição são ótimos para encontrar coroas.
Estão aqui 6 razões porque os sites de traição ganham de sites de coroas para encontrar mulheres maduras:
  1. A grande maioria das mulheres lá são casadas, o que significa que a idade média é de cerca de 37-38 anos, a idade de coroa ideal!
  2. Você está competindo com caras mais velhos Esta é uma vantagem em tantas maneiras. Em primeiro lugar, você vai se destacar de todos os outros caras devido à sua juventude e condicionamento físico. Imagine uma coroa gostosa procurando através de homens perto dela e vendo foto após foto de caras velhos, fora de forma. Homens como seus maridos, que não as satisfazem.... Aí eles vêm através de seu perfil! Você é jovem, você está em forma (especialmente em comparação), e você está confiante. As chances de ela escrever a você é muito maior do que as chances de uma MILF se quer RESPONDER a você em um site de coroa.
  3. Elas não estão à procura de relacionamentos Elas estão em um site de traiçao de casado por isso está muito implícito que elas querem discrição e um relacionamento principalmente sexual. Isto significa que além da primeira ou segunda reunião você é basicamente o seu peguete.
  4. Você pode se destacar com uma foto de perfil! Em sites de traição a maioria dos usuários não tem uma imagem de perfil público de seu rosto. O que é típico é uma foto de corpo como seu retrato público do perfil e então fotos reveladoras em sua galeria privada. Podem compartilhar e revogar o acesso a esta galeria com sua própria discrição com quem quer que elas querem. Entretanto já que você provávelmente solteiro você pode criar um perfil com uma foto pública que inclua sua cara. Isso vai fazer você se destacar 100x vezes mais. As chances são que as mensagens virão antes mesmo de você precisar se apresentar.
  5. Elas etsão solitárias e insatisfeitas com seus maridos. Elas estão em site de infidelidade porque carece atenção de seus maridos. Normalmente, o marido começa a tratá-las como mãe/esposa e já não como um ser sexual. Esta é a sua oportunidade de dizer que elas ainda são sexy e ainda muito desejáveis e acredite que elas precisam/querem ouvir isso desesperadamente.
  6. Elas estão prontas para explorar sexualmente. Estas mulheres estão casadas há anos e o pouco sexo que têm com os seus maridos tornou-se mecânico e "baunilha". Elas estão prontos para apimentar as coisas e são maduras o suficiente para tentar novas experiências sexuais como: BDSM, ménage à trois, dominatrix, etc.
Ok, agora você provavelmente está pensando, "OK, você me convenceu de que os sites de infidelidade são 100x melhores para pegar coroas, mas como eu faço para realmente encontrar uma coroa?" Não se preocupe, siga estas 7 dicas e você vai aumentar drasticamente suas chances de encontrar uma coroa ou MILF em um site de casos.
7 Dicas Para Pegar Coroas Nota: algumas destas dicas são para o uso em sites de traição e algumas são dicas gerais
  1. Mencione a discrição no seu perfil e na sua primeira mensagem. Estas coroas são casados e estão à procura de parceiros casados porque isso garante que ambas as partes serão o mais discreto possível. Assumindo que você não é casado ou comprometido elas vão precisar de segurança de que você é discreto e confiável imediatamente. Considere escrever algo em seu perfil que diz:
"A discreção é muito importante para mim. Eu estou procurando somente parceiras discretas que são mutuamente respeitosas". 2. Mostra que não vai pôr em risco o seu casamento A outra preocupação que as coroas casadas que procuram homens têm é que você homens mais jovens são rápidos para se apaixonar e podem representar uma ameaça ao seu casamento no futuro. Elas não querem estar em uma posição onde você está exigindo que elas se divorciem de seu marido para que ambos possam estar juntos. Elas estão em sites de traição porque elas NÃO querem se divorciar. Assim o que eu recomendo é pôr algo assim no seu perfil e/ou primeira mensagem:
"Não olhando para mudar seu status ou meu, apenas olhando para ver se eu posso encontrar uma boa conexão com limites claramente definidos". 3. Você está disponível! Uma das coisas mais difíceis de se ter um caso é a disponibilidade. Se ambas as partes estão em relacionamentos é muito, muito difícil encontrar um momento em que AMBOS podem fugir de seus cônjuges sem levantar suspeitas. Mesmo quando você concorda sobre um tempo e um lugar, algo pode surgir e um de vocês pode não ser capaz de ir. A boa notícia é que você pode trabalhar em torno de sua programação. Este é um grande bônus então deixe que ela saiba disso! Ela pode nem mesmo perceber o quanto problema programação é se esta é a sua primeira vez traindo. Diga que já que você é solteiro você pode encontrá-la sempre e onde é melhor para ela.
  1. Mostre a ela que você respeita limites. Na verdade, diga a ela que você está ansioso para ouvi-los. Novamente, coroas casadas precisam de discrição e a melhor maneira de ser discreto é estabelecer limites. Pergunte a ela se há alguma regra de discrição que ela precise que você siga. Muitas vezes, são coisas como "não me escreva entre 18h e 23h", "use palavras em código para que se alguém ver as mensagens parecerão inocentes" etc. Tudo isso permite que ela saiba que você está falando sério sobre sua discrição.
  2. Elogie ela! As coroas estão em sites de infidelidade porque seus maridos não as tratam mais como mulheres atraentes e desejáveis. Se elas têm filhos, mesmo que sejam MILFs, é provável que seus maridos as vejam como mães mais do que amantes agora. Elas estão desesperadas por validação que ainda são sensuais e desejáveis e, vindo de um homem mais jovem, isso significa ainda mais!
  3. Acho que você é jovem demais para mim / não é jovem demais para mim? Espere que essa pergunta surja muito. Não se preocupe - este é um bom sinal! Se ela está dizendo / perguntando isso é porque ela está lhe dando a oportunidade de refutar. Se ela realmente se sentisse assim, não responderia a você. Mas agora você está em uma posição crítica; como você responde a isso determinará se você consegue um encontro / relacionamento. Lembre-se de que ela não está falando sério, está testando você. Prepare uma resposta bem pensada a isso com antecedência. Eu acho que este é um bom começo:
“Você realmente se sente assim ;)?” Esta é uma maneira divertida de ir direto ao ponto" "Eu realmente não vejo as coisas dessa maneira. Estou procurando por características como maturidade, confiança, discrição e abertura. Mulheres mais maduras têm mais desses traços e você é incrivelmente sexy." 7. Elas vão pensar que você é imaturo. Imediatamente elas assumirão que você é jovem, excitado e imaturo. Você precisa refutar isso imediatamente. Inicie suas mensagens o mais maduro e profissional possível. Releia suas mensagens e verifique se a ortografia e gramática são 100%. À medida que a conversa continua, você pode se tornar cada vez mais brincalhão, mas a primeira impressão dela precisa ser que você é maduro e inteligente, e não um garoto idiota.
Então aí está, minha opinião extensa e bem pesquisada sobre: Por que sites de coroa não funcionam Onde você pode encontrar coroas REAIS Como você pode maximizar suas chances de entrar em um relacionamento causal com uma coroa Se você leu este artigo e realmente implementar essas dicas, estará dez passos à frente da concorrência e estará no caminho de namorar coroas, MILFs e mulheres maduras.
Ah, e antes que eu esqueça, a pergunta "MILFs e coroas são a mesma coisa?"
A resposta é não. MILF: MILF significa ‘Mãe que eu gostaria de comer’ em inglês. São mulheres com filhos que você acha sexy, só isso.
Coroas (ou cougars em inglês): as coroas são mais velhas, atraentes, mulheres que estão "rondando" explicitamente por homens mais jovens!
O Brasil é um país de trair coroas casadas! Uma em cada dez mulheres casadas encontrou alguém mais de 10 anos mais novo! 8% das mulheres têm encontros casuais com homens muito mais jovens. A maior diferença de idade média entre coroas casadas e amantes é de cinco a dez anos 57% dos homens tiveram um caso com uma coroa casada O estudo constatou que oito por cento das mulheres casadas tiveram um caso com um homem mais jovem Mulheres maduras também são muito atraentes para homens casados. 61% dos homens casados ​​no Brasil têm um caso extraconjugal com uma mulher mais velha. 25% dos homens casados ​​namoraram uma mulher entre cinco e dez anos mais velha. O apetite sexual das mulheres aumenta com a idade, enquanto os homens tendem a atingir o pico em seus vinte e poucos anos. Isso poderia explicar a tendência crescente de coroas casadas em busca de homens. Casados ​​com homens podem ver um declínio escasso no desejo sexual e coroas casadas, eles estão ficando cada vez mais frustrados. Eles agora optam por conhecer um cara que é mais jovem, simplesmente porque sua libido é mais semelhante.
submitted by fobygrassman to coroas [link] [comments]


2020.06.23 20:45 Feeling-Industry Namorada que parou de se cuidar

Namoro há quase um ano com uma menina maravilhosa. No começo eu a via como guerreira, batalhadora, inteligente e perfeitamente gostosa e tinha tudo que me atraía numa mulher.
Nos vemos 3x por semana, e direto durmo na casa dela. Tudo ótimo.
Acontece que de uns meses pra cá ela tem ficado um tanto "largada" em relação a vida, parou de se cuidar, engordou bastante, vive com preguiça e está intolerante com meus hobbies.
Queria saber como falar que ela está chata pra caralho sem estragar tudo
submitted by Feeling-Industry to desabafos [link] [comments]


2020.06.03 16:32 trafalgareal Eu estou errado?

Em dezembro terminei um namoro de 4 anos e voltei a solteirice.
Em janeiro conheci uma mulher inteligente, divertida e muito bonita (ela tem 24 anos, eu tenho 25). Conversávamos todo dia e começamos a ficar. Logo que nos conhecemos, eu falei com ela que não estava em busca de nenhum tipo de compromisso/relacionamento, já que eu tinha acabado de sair de um namoro longo e não me sentia preparado para assumir nada. Eu prefiro ser muito honesto nesse sentido, porque nessa situação a pessoa já saberá o que esperar de mim. Ela disse que tava tudo bem, que ela também não queria nada sério e que tava só curtindo a pegação. Ou seja, tudo excelente.
Nós ficávamos de vez em quando e conversávamos sempre. Ela deu alguns indícios que gostaria de fazer com que nossa relação se tornasse mais séria. Exemplos: 1) insistiu para que eu jantasse com os pais dela, ainda que ela dissesse que não teria nada demais 2) queria sair comigo várias vezes durante a semana 3) quando eu dizia que ia sair com uns amigos, ela aparecia no lugar, do nada 4) eu acordo 4h30 da manhã pra ir trabalhar (antes do covid), e ela sempre acordava antes de mim para me dar bom dia. São pequenas coisas que eu fui percebendo que mostravam que ela tava mais apegada que o recomendado. Mas eu fui levando numa boa. Minha consciência estava tranquila porque eu já havia deixado claro minhas intenções.
Em fevereiro, teve um fds que eu iria sair com meus amigos. Íamos tomar cerveja e ir numa boate. Eu comentei com ela (não foi um convite, só falei que ia sair com meus amigos). Ela apareceu lá. Queria ficar agarrada comigo na boate. Eu, bem incomodado, estava lá com ela. Em certo momento fui comprar cerveja e encontrei uma colega minha da época do ensino médio (que inclusive era ex namorada de um dos meus melhores amigos). Essa mulher tinha acabado de voltar pro Brasil depois de um tempo morando na França, eu não a via há muito tempo. Ficamos conversando por um tempo e depois fui encontrar meus amigos. Quando cheguei lá, a menina que eu tava ficando (vou chamá-la de Maria) deu uma crise de ciúme maluca. Maria disse que me viu com a outra mulher, chorou, disse que tava apaixonada e que tava com ciúme e etc (o alcool a incentivou a revelar esses sentimentos). Foi uma situação bem bosta.
Depois desse episódio, eu decidi que seria melhor me afastar de Maria. A partir do momento que ela revelou estar apaixonada, eu já não via nosso lance como uma coisa saudável. Eu gostava dela, mas estava MUITO longe de estar apaixonado. Eu a via mais como uma amiga (com benefícios). Nessa situação, certamente ela criaria algumas expectativas que eu não poderia atender e situações desconfortáveis como aquela iriam acontecer. Era melhor afastar e assim o fiz. Encontrei com ela, conversamos, e decidimos nos afastar.
Passou o carnaval, março, e veio a pandemia. Nesse período ela ainda me mandava mensagens de vez em quando por algumas redes sociais, mas eu não respondia (a ideia era afastar, né?). Depois da pandemia, em casa o tempo todo, eu comecei a responder algumas mensagens dela e consequentemente, após um tempo, estávamos conversando todo dia novamente. Estava tudo certo quando, do nada, ela para de me responder. Eu fiquei muito intrigado por causa disso, pensei que poderia ter falado algo que a magoou, sei lá. Depois de um tempo ela me respondeu. Disse que ficou magoada quando eu comentei algo sobre uma menina mega carente que conheci no tinder (?). Maria também ficou magoada porque eu disse que ela parecia tanto com uma amiga minha que eu pensei nela quando a conheci, de tão parecida (?). Pedi desculpas, mesmo sem entender muito bem, e perguntei o que ela queria fazer. Ela disse que queria se afastar porque ela tava com um sentimento muito forte. Eu obviamente respeitei isso, concordei com ela, e paramos de nos falar.
Só que dois dias depois ela veio mandando mensagem. Eu reiterei a necessidade de a gente se afastar. Isso aconteceu faz umas 2 semanas e ela continua mandando mensagens. Whatsapp, instagram, twitter... Ela manda coisa em todas as 3 redes. Eu não respondo, porque eu sei que é melhor a gente se afastar. Eu continuo totalmente não-apaixonado, e ficar incentivando esse sentimento nela seria algo covarde da minha parte. Porém eu me sinto mal por ficar ignorando a menina.
Eu queria saber nessa postagem super longa se eu sou o errado da história. De todo ponto de vista que eu olho, eu não consigo ver como eu tenho sido injusto com ela. Ainda assim, toda vez que eu a ignoro eu ainda me sinto como o errado.
tl,dr: Minha ficante se apegou demais, eu não acho saudável continuar o lance com e ela e ela não aceita isso.
submitted by trafalgareal to desabafos [link] [comments]


2020.05.19 07:09 GabrielCy54 Aproveitando as últimas 24 horas antes dos 17

Olá Reddit, esse é o meu primeiro post oficial no Reddit (sem contar os comentários nos posts de outros users) e bem, normalmente eu prepararia algo no bloco de notas antes de postar qualquer merda, mas decidi fazer um "freestyle" do desabafo, ou seja, preparem-se para muita merda...
Bem, amanhã, dia 20 de maio de 2020, farei meus 17 anos, e como estou em quarentena, tenho muito tempo para bostejar sobre a minha vida, e tbm tenho tristezas para desabafar com alguém, por isso a proposta do sub é muito interessante, enfim, comentário aleatório, mesmo assim, a ideia de desabafar coisas tão pessoais para estranhos na internet é algo assustador para mim, principalmente agora q estou pesquisando bastante sobre privacidade e criptografia.
Eu n gosto muito dos rumos q a minha vida têm levado, no 3° ano do fundamental eu era uma criança isolada e já estava tendo meus primeiros contatos com a solidão, tenho até uma professora q disse pros meus pais q eu tinha umas brincadeiras estranhas pq eu brincava sozinho no recreio... no 4° ano eu conheci um amigo q futuramente iria mostrar ser um merdinha q apenas me tolerava perto dele, mas acho q isso deve ser abordado em outro post.
Sempre fui bastante carente e cresci acreditando q precisava de um amigo para ser feliz, logo, depositava sempre a minha felicidade nos outros e aprendi da pior forma q isso é uma coisa completamente ruim para a saúde mental. Fui aos poucos me destruindo por dentro, chegava da escola e percebia o quanto eu estava sozinho no mundo e q minha existência era algo patético, sei q devo agradecer à Deus, afinal, pelo menos tenho um lar, comida e uma família, mas quando vc tem uma saúde mental completamente fudida, até as coisas mais superficiais acabam se transformando em um problema grave.
Mesmo assim, a solidão e a carência ainda se mantém, e algo q essas pessoas percebem é q, mesmo cercado de pessoas, ainda assim o vazio existe e é assim q eu sinto. Provavelmente a culpa é minha, como sempre, porém eu sou tão inútil q n vejo de forma clara como resolver a merda da minha vida, apenas tento adiar a bomba q está plantada e q uma hora vai estourar. Desde o final de 2017 eu vinha dando sinais de depressão, eu tava levando a vida no tranco e na época eu tinha uma namorada e ela era o meu pilar pra n desabar (lembram da parte de depositar a felicidade nos outros? Então...), aí um dia ela terminou cmg, de início eu tentei levar a vida normalmente, mas aconteceu algo q me fez ver o quão merda eu sou, e aí juntou todos os problemas e o término do namoro e o meu mundo desabou.
17 anos e o meu objetivo ainda é o mesmo: ter sucesso na vida, em todos os sentidos possíveis. Eu cresci em um ambiente onde eu n passava necessidades mas ao mesmo tempo eu n pude ostentar algo, ao contrário das pessoas próximas à mim, e tipo, por eu ser criança e n ter muita noção de pensamento filosófico, eu achava algo muito massa ostentar e q a luxuria era oq eu queria, e n é exatamente isso, mas sim ter sucesso na vida. Tanto financeiramente, quanto socialmente e profissionalmente.
Eu me cobro bastante e sempre quero melhorar a cada dia e ser a melhor versão de mim mesmo, me inspiro em caras fodas como Tesla e Newton q era gênios da ciência, Mark Zuck, Musk e tantos outros bilionários jovens q tiveram sucesso no mundo do empreendedorismo e até mesmo o Aristóteles q foi um puta filósofo q criou novas áreas do conhecimento como a biologia e a economia, sem falar em Jesus Cristo q é até mesmo um exemplo de inspiração para ateus q apreciam os ensinamentos do (na minha crença) filho de Deus.
E tipo, principalmente nessa quarentena, eu vejo o quanto q eu fiquei mais inútil, isso desde 2019 q passei a estudar menos e, mesmo com algumas pessoas dizendo q sou inteligente, ainda assim n acredito e acabo me comparando à outras pessoas e fico com a autoestima lá no chão, bem fundo mesmo.
2018 foi o ano mais produtivo q tive, até pq, por causa da depressão e tals, eu fui ocupar a minha mente com algo e me joguei de cabeça nos estudos, foi muito massa ir pros aulões do colégio e de noite tinha aulas focadas em olimpíadas científicas, estava contente em saber q estava fazendo algo da vida, mas eu ainda n achava q era o suficiente... e aqui no DF temos o "PAS" q é um programa pra facilitar a entrada dos alunos na UnB, é tipo o ENEM só q é divido em 3 fases onde fazemos apenas a prova do ano q estamos fazendo, e o PAS me sobrecarregou tanto q quando terminei a prova, resolvi tirar férias de tudo por 1 semana, só q acabei fazendo merda e agora sou bastante procrastinador, antes eu estudava regurlamente toda madrugada, agora eu tenho poucos momentos onde eu fico empolgado com algo pra estudar, aí depois de uns dias de estudo, eu paro os estudos, enfim, tenho problemas.
Além disso tudo, eu nunca tive facilidade com relacionamentos, algumas barreiras como a timidez eu já venci, mas ainda assim tenho outros problemas, acho melhor tratar disso em um outro post.
Enfim, acho q já escrevi bastante, n espero q este post tenha muita atenção, afinal, outra característica minha é o pessimismo e sempre acredito q o pior vai acontecer, especialmente cmg, e além disso, é de madrugada, n sei se tem muita gente q fica aqui no Reddit de madrugada. Agradeço a quem leu até aqui e se quiser, pode comentar qualquer coisa aí, até mesmo uma ofensa gratuita pra eu rir (sim, eu acho engraçado piada de ofensa gratuita) e bem, é isso... Fiquem com Deus!
Agora irei aproveitar as minhas últimas horas como um garoto de 16 anos com psicológico fudido e q fica vendo shitpost na internet pra esconder as mágoas da vida.
Até a próxima, pessoal!
submitted by GabrielCy54 to desabafos [link] [comments]


2020.05.11 10:58 exdomal Meu ex-namorado

A gente namorou por menos de um ano em 2016. Foi um namoro muito conturbado, ele tinha dúvidas do sentimento que ele tinha por mim e em geral ele tem problemas de comprometimento muito sério. Terminamos porque os nossos encontros ficaram menos convenientes porque eu acabei me mudando e daí ficou muito óbvio que não tinha interesse suficiente para manter um relacionamento à distância.
Eu fiquei muito mal porque realmente amava muito ele, foi meu primeiro amor e eu vivi um período muito importante da minha vida com ele. Ele também era uma pessoa muito boa, extremamente inteligente e super bonito. Ele insistiu que a gente ficasse amigos, e eu aceitei porque não queria perder ele da minha vida. Foi horrível por um tempo porque eu continuava agindo como se ele fosse meu namorado – ele me dava atenção o dia inteiro, não dava para superar, sabe? Porque parecia a mesma coisa que antes, foi muito confuso.
Um dia ele arranjou uma namorada, o que era algo bem normal afinal de contas ele não tinha nada comigo e isso era claro mas mudou de conversar comigo todo dia, o dia inteiro, para me responder de maneira muito errática uma vez por semana. Do nada, ele sequer tinha me dito que tava saindo com alguém nem nada, ele me contou isso só depois. Eu fiquei mal com isso, porque a gente conversava todo dia e sentia que ele omitiu isso, eu sinto que de alguma forma ele queria continuar me deixando em stand-by. Ele encarou isso puramente como ciúmes, mas eu sinceramente acredito que era além disso... eu me senti traída não como namorada (que eu não era), mas como amiga também, como você conversa todo dia com alguém e não conta uma coisa tão importante?
Eu lembro nessa época aconteceram duas coisas bem ruins comigo, que foi quando eu mais senti o baque dele ter parado de me responder e foi o que desencadeou a treta que ele me contou da namorada, eu reclamei dele não ter me contado antes etc.
O que rolou foi que eu fui assaltada pela primeira vez, e o cara me ameaçou com uma arma e tal. Eu contei isso para ele, e ele nem me respondeu. Uns dois dias depois, sem resposta dele ainda, eu tava indo para faculdade – que fica numa rodovia – e eu tava na calçada, e um caminhão atropelou um cara de moto. Eu vi a cabeça dele estourada, o cérebro saindo... foi horrível e chocante demais. Eu queria muito ter tido apoio da pessoa que conversava comigo todo dia há alguns anos e era meu amigo mais próximo. Isso é um choque que eu carrego até hoje e realmente me chateou como na época ele cagou pro quão traumatizada eu estava, e depois transformou todo o meu descontentamento com isso em puramente ciúmes.
Vida que segue, ele acabou terminando com essa namorada em menos de 3 meses e voltou a conversar comigo. Na época, ele tinha ficado bem excluído dos amigos e tava com problemas no trabalho e super sobrecarregado e conversava muito comigo porque basicamente eu era a única pessoa que sobrou. Eu dei muito apoio para ele, e ele reconhecia isso e ficava feliz, dizendo que apreciava muito a minha amizade etc.
Isso só durou até ele fazer novos amigos, mas tudo bem porque eu não quero que ele fique em crise a vida inteira, mas me chateia que parece que assim que ele tem pessoas mais interessantes para conviver, ele me escanteia.
Depois, foi a vez de eu começar a sair com um cara, e eu comentei com ele porque a gente ainda se fala com frequência. E ele chorou as pitangas sobre não sentir o mesmo tipo de excitação que eu tinha sobre sair com esse cara novo, porque na época eu tava super ansiosa e apaixonadinha. Eu fiquei com dó dele real, porque ele soava muito sozinho e triste... e eu meio que previa que isso ia acontecer pela dificuldade de compromisso que ele tinha e tudo, e daí um dia ele me comenta que esta mandando CV para empresas de um outro país, daí contando sobre os motivos dele querer mudar, ele me cita que tá saindo com uma menina de lá e que tão pensando em ir morar junto. Nos últimos meses, ele tinha viajado algumas vezes para esse país e nunca mencionou ninguém, mas aparentemente ele estava junto com essa menina por quase 6 meses e nunca mencionou nada e choramingou por falta de namorada para mim quando eu tava saindo com alguém.
Ele acabou não se mudando e terminaram, ou pelo menos ele me contou do término umas 5 ocasiões diferentes e toda vez que eu pontuei "ué, mas vocês não terminaram há um mês atrás?" ele me acusava de ter ciúmes e que por isso ele não me contava sobre relacionamentos dele. Nesse ponto, eu sinceramente nem sei mais porque eu mantenho essa amizade. Eu sou uma pessoa sozinha e acho muito difícil gostar de alguém, e eu realmente me dou bem com ele, e fico apegada a isso.
Recentemente, ele parou de novo de me responder, ele tipo pergunta coisas, e eu me empolgo conversando e fico uma semana sem ouvir resposta. Eu não gosto de conversar desse jeito, me deixa ansiosa, ele sabe disso. Aí eu falei para ele que não dava certo, que eu precisava cortar esse ciclo porque me fazia mal esse comportamento errático dele. Bloqueei ele no FB e WPP, e depois de uns dois dias ele me mandou mensagem no instagram dizendo que tava muito mal, que não queria que eu tivesse raiva dele, etc. Acabamos conversando por telefone, e decidimos ficar de boa, mas que eu queria me afastar um pouco. Ele falou OK, daí eu desbloqueei ele, mas ele continua TODO DIA me mandando mensagem, puxando assunto e depois não respondendo e isso me deixa muito, muito mal, e eu não aguento mais mas me sinto mal de bloquear ele porque ele é realmente uma pessoa que eu gosto e foi importante na minha vida, mas sinto que perdi anos nessa relação bizarra porque nós dois somos fodidos demais para impor limites na nossa relação.
submitted by exdomal to desabafos [link] [comments]


2020.05.01 04:58 policemymom 2 anos. Amo você.

Amor, não tem nada que eu deseje tanto quanto estar com você nesse dia. Nem sei como começar te escrever algo, você é tão especial pra mim que tudo que eu faço ainda é pouco pro amor que eu tenho, não tem como demonstrar exatamente. Você tem sido encantadora desde o dia que te conheci, eu ainda sinto borboletas no estômago quando falo contigo e quando tô prestes a te ver, igualzinho no começo. Nosso relacionamento é melhor que no início e só melhora a cada dia, não existe isso de os começos de namoro são muito bons, pra nós todos os dias são bons. Amo como você preza por isso, xu. Amo como a gente sabe valorizar as pequenas atitudes que são só nossas, tipo dar um boa noite com um roteiro determinado todos os dias (boa noite, dorme bem, bons sonhos, beijinhos, emoji), se ligar pra jogar, assistir séries e filmes juntas. Tudo isso é muito especial pra mim. Eu nunca imaginaria que ia amar tão genuinamente, um amor que emociona e que me faz querer estar perto de ti o tempo inteiro. E agora eu me surpreendo o tempo todo com a sua capacidade de me fazer amar ainda mais. Queria que você entendesse o quanto você é incrível e importante, queria que você se amasse como eu te amo. Você fez toda diferença pra mim esse tempo todo xu. Pode parecer egoista, mas é muito bom saber que eu tenho alguém que se importa comigo talvez mais que consigo mesma (é como eu me sinto em relação a você), me conforta te ter. Você é compreensiva, você tá sempre presente, você me da todo amor que eu preciso. Além de tudo isso, você é alguém que me encoraja. Você me elogia tanto que eu consigo acreditar em umas coisas, você faz com que eu me sinta segura comigo mesma. Tenho certeza que é com você que eu quero estar o resto da minha vida. Amo quando a gente fica fantasiando o dia do nosso casamento e temos até uma playlist pra isso. Amo ver as coisas pela segunda vez pra poder ver contigo. Amo te acompanhar em tudo. Você é minha pessoa preferida, é com você que tenho as melhores piadas internas e os melhores momentos, é em você que eu penso quando vejo ou escuto qualquer coisa que fala de amor. Amo você inteira, não mudaria nada, amo seu jeito de ser. Amo como você é sincera comigo e como nós sempre esclarecemos as coisas uma pra outra. Amor, você é a mulher mais maravilhosa desse mundo. Amo estar com você e conviver todos os dias, descobrir coisas novas de você, coisas que só você diz e só você faz >só você diz “primeiro de conversa” e tem lichia como uma possível fruta favorita<. Amo como você é única e não tem ninguém nem perto de ser parecida contigo. Amo quando você tá mostrando seus talentos, quando você dança é uma das maiores emoções que eu sinto (sério xu, chorei todas apresentações), quando você manda vídeo tocando e cantando, quando você escreve uma poesia. Você é muito boa em tudo o que faz, você é dedicada e é fantástico te ver fazendo algo que você ama, ou te ver falar sobre algo que você ama. É extraordinário quando você se empolga pra me contar algo, eu sempre amo ouvir o que você sabe ou uma história sua. Você é demais de incrível. Demais de engraçada, inteligente e linda. Ter você como namorada é o maior privilégio que eu tenho e espero ter a vida inteira. Eu te amo, nunca duvide disso. Juro estar contigo todos os dias, bons ou ruins, pra te apoiar em tudo e crescer com você. Obrigada pelos nossos 2 anos de namoro, amor. Você tem maestria 7 em ser a melhor namorada do mundo.
Tô morrendo de saudade do seu beijo, abraço e carinho. Quando estivermos perto nós vamos sair pra comemorar essa data mesmo atrasada ok? Prometo.
submitted by policemymom to 2anos [link] [comments]


2020.05.01 04:44 policemymom 2 anos. Amo você.

Amor, não tem nada que eu deseje tanto quanto estar com você nesse dia. Nem sei como começar te escrever algo, você é tão especial pra mim que tudo que eu faço ainda é pouco pro amor que eu tenho, não tem como demonstrar exatamente. Você tem sido encantadora desde o dia que te conheci, eu ainda sinto borboletas no estômago quando falo contigo e quando tô prestes a te ver, igualzinho no começo. Nosso relacionamento é melhor que no início e só melhora a cada dia, não existe isso de os começos de namoro são muito bons, pra nós todos os dias são bons. Amo como você preza por isso, xu. Amo como a gente sabe valorizar as pequenas atitudes que são só nossas, tipo dar um boa noite com um roteiro determinado todos os dias (boa noite, dorme bem, bons sonhos, beijinhos, emoji), se ligar pra jogar, assistir séries e filmes juntas. Tudo isso é muito especial pra mim. Eu nunca imaginaria que ia amar tão genuinamente, um amor que emociona e que me faz querer estar perto de ti o tempo inteiro. E agora eu me surpreendo o tempo todo com a sua capacidade de me fazer amar ainda mais. Queria que você entendesse o quanto você é incrível e importante, queria que você se amasse como eu te amo. Você fez toda diferença pra mim esse tempo todo xu. Pode parecer egoista, mas é muito bom saber que eu tenho alguém que se importa comigo talvez mais que consigo mesma (é como eu me sinto em relação a você), me conforta te ter. Você é compreensiva, você tá sempre presente, você me da todo amor que eu preciso. Além de tudo isso, você é alguém que me encoraja. Você me elogia tanto que eu consigo acreditar em umas coisas, você faz com que eu me sinta segura comigo mesma. Tenho certeza que é com você que eu quero estar o resto da minha vida. Amo quando a gente fica fantasiando o dia do nosso casamento e temos até uma playlist pra isso. Amo ver as coisas pela segunda vez pra poder ver contigo. Amo te acompanhar em tudo. Você é minha pessoa preferida, é com você que tenho as melhores piadas internas e os melhores momentos, é em você que eu penso quando vejo ou escuto qualquer coisa que fala de amor. Amo você inteira, não mudaria nada, amo seu jeito de ser. Amo como você é sincera comigo e como nós sempre esclarecemos as coisas uma pra outra. Amor, você é a mulher mais maravilhosa desse mundo. Amo estar com você e conviver todos os dias, descobrir coisas novas de você, coisas que só você diz e só você faz >só você diz “primeiro de conversa” e tem lichia como uma possível fruta favorita<. Amo como você é única e não tem ninguém nem perto de ser parecida contigo. Amo quando você tá mostrando seus talentos, quando você dança é uma das maiores emoções que eu sinto (sério xu, chorei todas apresentações), quando você manda vídeo tocando e cantando, quando você escreve uma poesia. Você é muito boa em tudo o que faz, você é dedicada e é fantástico te ver fazendo algo que você ama, ou te ver falar sobre algo que você ama. É extraordinário quando você se empolga pra me contar algo, eu sempre amo ouvir o que você sabe ou uma história sua. Você é demais de incrível. Demais de engraçada, inteligente e linda. Ter você como namorada é o maior privilégio que eu tenho e espero ter a vida inteira. Eu te amo, nunca duvide disso. Juro estar contigo todos os dias, bons ou ruins, pra te apoiar em tudo e crescer com você. Obrigada pelos nossos 2 anos de namoro, amor. Você tem maestria 7 em ser a melhor namorada do mundo.
Tô morrendo de saudade. Saudade do seu abraço, beijo e carinho. Quero você logo pra gente comemorar os 2 anos fora da data mas pessoalmente, ok? Amo você júlia, daqui até a eternidade. ❤️
submitted by policemymom to 2anos [link] [comments]


2020.04.27 22:47 shinytrash_92 Eu sou um peso na vida do meu marido

Ensaiei esse post por horas. Escrevi, apaguei, fui tomar banho, reescrevi, editei e não postei. Criei uma conta alternativa e reescrevi uma última vez para conseguir postar e não ser rastreada, pois o que estou prestes a falar é humilhante demais para sequer imaginar que alguém que eu conheça esteja lendo, principalmente meu marido. Mas, a verdade é que sou um peso na vida dele, e pior: covarde demais para me separar e deixar que ele prospere sozinho.
Contexto: estamos juntos há 14 anos, sendo 4 de casamento e 10 de namoro. Nos conhecemos super novos, ainda no cursinho. Eu era uma menina bonitinha, magrinha e pequena, com alguns hobbies e planos pela frente, mas, já fazendo tudo com uma certa dificuldade, principalmente por conta de um background com família e emocional bem instáveis. Ele era um cara super inteligente, já falava 3 línguas, tinha morado fora e vinha de uma família rica e equilibrada. Logo passou em medicina, numa faculdade pública, enquanto eu perdi mais uns anos no cursinho pra passar em um curso meio bosta numa particular.
Quero deixar claro que essas visões são minhas: Ele jamais me subestimou por ser mais rico, mais inteligente ou ter feito uma faculdade melhor que a minha. Eu que fui desenvolvendo esse olhar conforme fui percebendo que, enquanto eu sofria para estudar e precisava de ajuda dele com trabalhos e exercícios, ele ia fazendo a faculdade dele e a minha também, por tabela. Não estou exagerando: ele desistiu de matérias para me ajudar com o meu curso. Virou noites fazendo exercícios e estudando comigo. Quando casamos e veio a residência, onde mal conseguíamos nos ver, me afundei em uma depressão profunda. A casa estava sempre uma zona, pois eu não conseguia cumprir com as tarefas domésticas (que eram minha responsabilidade, uma vez que ele tinha me ajudado com a faculdade e agora precisava de ajuda para terminar a dele). Não sei explicar, não tenho energia. Não é como se eu passasse o dia fazendo outras coisas, eu passava o dia na cama olhando pro teto. Nem séries eu tinha vontade de ver. De quebra Engordei 40kg e tive muita dificuldade com o meu TCC. Sinto que ele vem me carregando desde então.
Se antes eu sentia que não bastava por ser esse saco de lixo burro e inútil, agora eu também estou gorda e horrorosa. Nem esse, que era o papel mais basal de uma esposa - o de ser bonita - eu consigo mais cumprir. Nossa vida sexual também foi embora - e não por culpa dele, mas, por culpa minha! Ele insistia para fazermos amor, mas, eu tinha vergonha demais do meu corpo e fui recusando, até ele parar de pedir. Esse ano, se transamos 3x foi muito.
Obviamente que não é só isso. Para o pacote ser bem completo, além de burra, inútil e gorda, eu também sou uma pessoa difícil de lidar. Briguei e cortei relações com muita gente próxima dele. Vários amigos dele não gostam de mim, o irmão dele me odeia, as tias dele também. Sei que os pais dele são corteses, mas que também prefeririam que ele estivesse solteiro. Eu tenho surtos de raiva, provavelmente relacionados com o meu background familiar, e sempre acabo com as minhas relações pessoais. Ele é praticamente a única pessoa que restou. Mesmo minha amiga mais próxima, a única que conservei da faculdade, sinto que só gosta de mim por que quer estar próxima dele também.
A gota d'água foi recentemente ter sido mandada embora da empresa em que eu trabalhava, que, por conta do COVID decidiu só manter os funcionários essenciais. Obviamente que eu não sou essencial e fui afastada. Agora, além de gorda, inútil e burra, também sou financeiramente dependente dele. Nem o salário terrivelmente baixo que eu recebia eu tenho mais para ajudar com as despesas (que eu mesma gero).
Ele, sempre paciente, diz que está tudo bem. Diz que segura as pontas, para eu aproveitar esse tempo e procurar um curso online e me relançar no mercado quando a quarentena acabar. Ele banca. E essas palavras me cortam por dentro, porque com que cara eu vou falar pra ele que não tem absolutamente nada que eu queira fazer? Que quando eu acordo de manhã, o simples pensamento de levantar da cama me faz querer morrer? Que o ponto alto do meu dia é quando eu vou dormir e passar horas desacordada??? Eu não tenho mais energia, minha cabeça dói o tempo todo, preciso fazer pausas enquanto faço as tarefas domésticas ou não consigo continuar. Não posso falar nada disso pra ele pois ele já perdeu tempo demais lidando com a minha bullshit no passado e tem uma fucking pandemia acontecendo no país, que é muito mais urgente.
Eu só queria poder retribuir um milésimo de tudo o que ele fez por mim. Eu só queria não ser um peso na vida do homem que eu amo.
Eu vejo essas esposas modelo e me sinto tão absolutamente aquém. Eu só queria conseguir fazer coisas simples, sabe? Basicas. Não precisa ser nada de grandioso no começo. Pintar minhas unhas, por exemplo, essas mulheres sempre tem unhas tão compridas e bonitas... Mas, nem isso eu consigo fazer. As minhas são roídas e horrorosas.
Queria poder receber ele em casa com um jantar balanceado e saudável todos os dias. Mas, não consigo manter minha dieta nem por 2 dias consecutivos.
Queria manter a rotina de limpeza da casa, passar roupa, cuidar dele como ele sempre cuidou de mim. Mas não consigo manter, me desinteresso, passo um dia na cama e os outros já estão perdidos depois.
O fato é que estou cansada de tentar e fracassar toda vez. Devo ter algum problema psicológico ou um retardo mental que me impede de fazer melhor.
Eu já pensei diversas vezes em deixá-lo, porque, certamente ele conseguirá me substituir por alguém melhor, mais atenciosa, mais presente. Alguém que não seja um atraso. Sei inclusive de mulheres do hospital em que ele trabalha dando em cima dele. Eu fico brava e com ciúmes, mas, ao mesmo tempo sou tão insuficiente que penso: será melhor não deixar acontecer?
Mas, a verdade é que sem ele eu perderia a única coisa que fiz certo na minha vida. Eu nem teria pra onde ir pois não tenho família nem dinheiro. Estaria literalmente na rua. Que patético, né? Em pleno século 21, depois de tantos direitos conquistados por mulheres que vieram antes de mim, meu maior feito na vida foi ter casado com um homem bom... E não merecê-lo. Não consegui conquistar nada por mim mesma.
Se eu tivesse vergonha na cara daria um fim nessa vida miserável e parava de ser um peso morto (rsrs sacaram? é pq eu sou gorda também)
submitted by shinytrash_92 to desabafos [link] [comments]